sexta-feira, 18 de julho de 2008

Pastor realiza exorcismo em escola alagoana

Um fato inusitado chamou a atenção dos militares do Copom, na manhã de ontem.

Segundo o Capitão Souza Júnior, diretores da Escola Pastor José Tavares de Souza, no Benedito Bentes I, acionaram a Polícia para conter uma aluna que estava promovendo um "quebra-quebra" no local.

Militares do 5º Batalhão, comandados pelo capitão Viana, chegaram ao local para tentar conter a adolescente de 16 anos. De acordo com o o Capitão Souza Júnior, os policiais perceberam que não se tratava de um caso de Polícia e decidiram "apelar" para a religião.

"Foi chamado um pastor da Igreja Universal e ele exorciou o espírito. Pode parecer mentira para quem não acredita, mas foi o que realmente aconteceu. A menina estava subindo pelas paredes", afirmou Souza Júnior.
 

Retirado de Alagoas em Tempo Real

Lucros de bordel duplicam durante visita do Papa à Austrália

Um prostíbulo australiano que passou a oferecer descontos especiais por ocasião da visita do papa Bento XVI a Sydney informou nesta sexta-feira que seus rendimentos duplicaram desde a chegada do pontífice ao país.

A proprietária do bordel de luxo Xclusive, que não divulgou o nome, contou que contratou um número extra de funcionárias para poder atender à demanda, aumentada pela Jornada Mundial da Juventude (JMJ), que atraiu milhares de católicos de todas as partes do mundo para a Austrália.

Apesar de assegurar que os peregrinos não são seu objetivo, o desconto especial de 10% dado ao pessoal associado à JMJ, incluiundo os quase 5 mil jornalistas que cobrem a visita papal, fez com que os lucros do estabelecimento aumentassem consideravelmente. "Nossas meninas andam muito ocupadas", acrescentou, empolgada.

Toda vez que a Austrália abriga um grande evento, da Copa do Mundo de Rúgbi, em 2003, até a reunião de cúpula da Associação de Cooperação Econômica Ásia Pacífico (APEC), a indústria do sexo local registra um "boom".

O setor se voltou todo para os milhares de peregrinos australianos e estrangeiros esperados em Sydney durante os seis dias de celebração do encontro católico entre 15 e 20 de julho.

A proximidade de seu bordel dos lugares onde estão sendo realizados os atos mais importantes, como a missa final do Papa, com previsão de 500 mil assistentes, no próximo domingo, deve atrair os clientes para seus serviços, segundo a proprietária.

Emma, uma das funcionárias do Xclusive, antecipa que muitos que deverão procurar o lugar são os virgens. "Acho que a Jornada Mundial da Juventude nos dará muito trabalho. Vai ter muito cliente querendo estrear o sexo, muitos homens de negócios", destaca.

A associação Eros, que reagrupa a indústria australiana para adultos, previu que os prostíbulos - que nesse país são legalizados - e os sex-shops registrarão uma clientela maciça durante este acontecimento católico.

"Conhecemos bem o tipo de pessoa que freqüenta prostíbulos ou lojas para adultos. Muitas delas se sentem culpadas por questões ''religiosas'', explica o assessor da Eros, Robbie Swan. "Nossa indústria vendo o ''fruto proibido''", ironiza.

Retirado de Terra Notícias

Polícia reprime manifestações contra padres pedófilos em Sydney

A Polícia australiana retirou de uma praça nesta sexta-feira ativistas que realizavam um protesto contra os escândalos sexuais na Igreja Católica em frente à catedral de Sydney, onde está hospedado o papa Bento XVI durante a celebração das Jornadas Mundiais da Juventude (JMJ).

Sete membros do grupo Broken Rites, que concede apoio a vítimas de abusos do clero católico, afirmaram que foram obrigados pela Polícia a deixar um parque nas imediações da catedral de Santa Maria.

"É vergonhoso que a Igreja faça isto, retirar a gente. Estão impedindo que as pessoas sejam ouvidas", afirmou John Ellis, uma vítima de abuso sexual em Sydney.

Quando os policiais os retiraram, o Papa começava a rezar no início de uma Via Crucis que foi encenada pelas ruas do centro de Sydney, e que partiu da catedral.

Os manifestantes, que exibiam cartazes com os dizeres "Tirem as mãos de nossas crianças" e "Denuncie o abuso", afirmaram que os policiais obrigaram todos a se retirar, já que não tinham permissão para protestar.

Ellis disse que os peregrinos que estavam no local se mostraram compreensivos, e que inclusive alguns se aproximavam para cumprimentá-los.

"Só uma mulher protestou e nos perguntou 'por que estragam nossa diversão?'", acrescentou.

O Papa disse durante sua viagem à Austrália que pediria dessculpas pelos casos dos religiosos pedófilos, assim como o fez em abril nos Estados Unidos, mas essa possibilidade foi em seguida colocada em dúvida pelo porta-voz do Vaticano.

As Jornadas Mundiais da Juventude atraíram cerca de 215.000 peregrinos a Sydney.


(Fonte: Último Segundo)

Cristãos Ingleses se revoltam com Barbie sexy e sadomasoquista

barbie_sexy Uma versao sexy da Barbie foi classificada como "uma irresponsabilidade" pelo grupo religioso Christian Voice, incomodado com a aparência da boneca que será lançada em setembro. A Barbie usa meia calça arrastao, jaqueta de couro, luvas e botas pretas.

O visual sugere um figurino sadomasoquista, diz o The Sun. A fabricante Mattel diz que a Black Canary Barbie é baseada numa heroína dos quadrinhos que tem o mesmo nome.

Fonte: Bluebus.com.br