quinta-feira, 4 de setembro de 2008

Felipe Massa que se cuide: Lewis Hamilton diz, "sinto minha fé muito próxima"

Piloto inglês assegura a importância da religião e da família em sua vida.

Atual líder do Mundial de Pilotos, Lewis Hamilton reconheceu publicamente a sua fé. O inglês assegurou que se transformou em piloto porque "Deus quis assim". Em entrevista ao site espanhol "20 minutos", ele disse que a religião tem um papel fundamental em sua vida, assim como o apoio da família.

- Eu sempre fui religioso e católico. Quando era mais jovem, íamos para a igreja toda semana. Mas, quando eu comecei a competir, não podia ir por causa das corridas. Eu sinto minha fé muito próxima, especialmente nestes últimos dois anos - diz.

Hamilton conta que a coisa mais importante para os ingleses é manter os seus valores e crenças. Segundo o piloto, esta é a forma correta de levar a vida.

- Penso que minha família me educou muito bem, e, por isso, não vejo nenhuma razão para mudar. Tento manter as coisas na minha vida iguais sempre.

Para o piloto da McLaren, o apoio que recebe dos parentes tem sido fundamental para o seu sucesso na Fórmula 1.

- Minha família tem um papel crucial na minha vida e sempre tem sido assim. Eu não podia passar um dia sequer sem meus familiares. Eles são a minha equipe de apoio, me ajudam, e me dispensam de parte do estresse que é ser um piloto de F-1.

Fonte: Globo Esporte

PS: Nunca torci pro Hamilton, não gosto de uma pessoa que com 1 ano de carreira lança uma outo-biografia (é s achar demais). Mas ele acaba de conseguir um ponto positivo comigo. :)

Rapaz se converte e dá revólver a pastor após culto

O revólver, com número raspado, e munições estavam dentro de envelope. Rapaz disse que iria fazer uma desgraça.

Ao final de um retiro evangélico, em Vinhedo, um homem se levantou diante de mil pessoas, e disse que queria mudar de vida entregando ao pastor Luís Gomes da Silva Filho um envelope com um revólver calibre 38, com numeração raspada, e 15 munições.

O rapaz, não identificado, saiu do local após explicar ao religioso que a mão divina o salvou de cometer uma desgraça. Em seguida, o pastor chamou a Polícia Militar e foi levado até a delegacia. A arma e as munições foram apreendidas.

Silva Filho, da Comunidade Cristã da Vila Santana disse que conversou em particular com o homem, mas ele não disse o que pretendia fazer com a arma antes de se converter. “Conversei em separado, antes de ir embora”, contou.

A presença do homem que entregou a arma foi percebida há 10 dias. “Esta pessoa eu notei que veio algumas vezes na últimas duas semanas. “No retiro, que começou sábado em uma chácara, o homem reapareceu e abriu o seu coração”, contou o pastor.
Fonte: Cosmo Online