quinta-feira, 11 de setembro de 2008

Os músicos evangélicos indicados ao Grammy Latino 2008, são:

Neste ano, na categoria "Melhor Álbum de Música Cristã em Língua Portuguesa", foram indicados os seguintes álbuns:

- Aline Barros & Cia 2 (Aline Barros)
- Cura-Me (Fernanda Brum)
- Som Da Chuva (Soraya Moraes)
- É Impossível Mas Deus Pode (Toque No Altar)
- Sobrenatural (André Valadão)
- Deus Sonha Com Você (Italo Villar)

Além de estar concorrendo na categoria de melhor álbum de música cristã em português, Aline Barros e Soraya Moraes também estão na categoria "Melhor Álbum de Música Cristã em Língua Espanhola", com os álbuns "¡Refréscate!" e "Tengo Sed De Ti", respectivamente. Nesta cagoria, elas concorrem com Marcos Witt e seu trabalho "Sinfonía Del Alma".

Além disso, outro fato que chamou a atenção é que a cantora Soraya Moraes ainda foi indicada na categoria "Melhor Canção Brasileira em Língua Portuguesa”, com a faixa-título do CD, "Som Da Chuva". Com esta categoria, ela completa 3 indicações só neste Grammy Latino, e concorre com cantores como Djavan, Vanessa Da Mata e Jorge Vercillo. Isto mesmo, é uma categoria secular - parabéns a Soraya!

No Grammy Latino 2006 a cantora Aline Barros ganhou na categoria "Melhor Álbum de Música Cristã em Língua Portuguesa" com o álbum "Aline Barros & Cia", e repetiu o fato no ano de 2007 com o CD "Caminho De Milagres".

A cerimônia de premiação do Grammy Latino 2008, que acontece por votação dos membros da “Latin Academy of Recording Arts & Sciences”, será realizada no dia 13 de novembro, em Houston. A academia foi criada em 1997, mas apenas em 2000 é que promoveu o primeiro prêmio das melhores produções fonográficas da América Latina. Devido ao grande crescimento da música gospel no Brasil, em 2004 foi criada a categoria de Melhor Álbum de Música Cristã em Língua Portuguesa, já que em 2002 e 2003 o prêmio era entregue ao Melhor Álbum Cristão, concorrendo CDs em português e em espanhol.
É a música cristã presente no Grammy Latino 2008!

Fonte: Super Gospel

Candidatos a prefeito apóiam os movimentos GBLT's

Em várias capitais, como Salvador, todos os principais candidatos a prefeito assinaram o termo de compromisso da ABGLT. Em São Paulo, até esta terça só Geraldo Alckmin (PSDB) não havia assinado o termo. Mas ele já participou de reunião com o segmento e deve assinar nos próximos dias. No Rio, o único a não integrar a lista é Marcelo Crivella (PRB/PR/PSDC/PRTB), considerado o inimigo número dois dos gays no Congresso.

- O inimigo número um é o senador Magno Malta (PR-ES) que vincula a pedofilia ao homossexualismo - explicou Toni Reis, presidente da ABGLT.

A pauta de reivindicações da associação lista 55 propostas em várias áreas. Uma delas é a inclusão do estudo da homossexualidade no currículo das escolas.

PS: É compromisso de todos nós cristãos, procurar votar nos poucos que ainda restam. E orar para que Alckmin não assine termo de compromisso algum!

Igreja Mundial arrebanha fiéis da Universal

A grei neopentecostal engrossa o seu rol de denominações no mercado religioso com a Igreja Mundial do Poder de Deus, liderada pelo apóstolo Valdomiro Santiago, 44 anos, ex-bispo da Igreja Universal do Reino de Deus (IURD). A Mundial combate a Teologia da Prosperidade.

valdemiro O contrato de compra de espaço pela Igreja Mundial no Canal 21, da TV Bandeirantes, por cinco anos, chamou a atenção da revista Carta Capital, da semana passada. Reportagem de Gilberto Nascimento revela que a Mundial paga cerca de 1 milhão de reais (cerca de 588 mil dólares) mensais à RedeTV! para a divulgação de programas diários das 5h às 8h30 da manhã. O valor do contrato com a Bandeirantes não foi revelado, mas estima-se algo em torno de 3 milhões de reais (1,76 milhão de dólares) por mês.

A Mundial, uma dissidência da Universal, conta com 487 templos e aproximadamente 1 mil pastores no país. Tem sedes em Portugal, Argentina, Uruguai, Colômbia e Moçambique. Mantém o jornal mensal “Fé Mundial”, com tiragem de 500 mil exemplares, uma revista, a “Mundial sem Limites”, e uma livraria.

O número de membros da Mundial é estimado entre 300 mil a 700 mil, mais da metade deles migrantes religiosos da Universal e da Igreja Internacional da Graça. Embora critique a Teologia da Prosperidade, o pastor Valdomiro não deixa de pedir ofertas dos fiéis ao final dos cultos, relata o repórter Gilberto Nascimento.

“O nosso culto tem três horas e meia. Não se vê o apóstolo pedir mais do que 15 minutos de oferta. É isso o que o povo quer. O povo dar carro, casas, cheque pré-datados, isso é estelionato”, declarou à Carta Capital o pastor Ronaldo Didini, ex-Universal, hoje ao lado do líder da Mundial.

Na análise de Didini, que ocupava largos espaços na mídia quando na Igreja Universal, “a Teologia da Prosperidade é um câncer no meio evangélico. Ela trocou o Deus da glória por um Deus do varejo. O absurdo dessa teologia é querer cobrar Deus. Ele tem de fazer, tem de dar. Deus não tem de fazer coisíssima nenhuma”, afirmou Didini, acrescentando “Deus não é negociante e não quer fazer negócio com ninguém”.

De acordo com Didini, a Igreja Universal não tem mais a força evangelizadora do passado por causa da “opção doutrinária dos seus líderes pela Teologia da Prosperidade”.

Retirado de ALC

Britânicos fazem maior estudo da história sobre pessoas que " voltaram da morte"

Pacientes europeus e dos Estados Unidos participarão da pesquisa. Morrer é um processo, e não um fato pontual, lembra médico.

Neurologistas da Universidade de Southampton, no Reino Unido, estão se preparando para iniciar o maior estudo de todos os tempos sobre as misteriosas experiências de quase-morte -- eventos em que pessoas dizem ter ido até a fronteira do Além e voltado para contar a história. O trabalho vai monitorar pacientes que passam raspando pela morte em solo britânico, em países da Europa continental e nos Estados Unidos, anunciou a instituição.

O projeto Aware (sigla inglesa de "consciência durante ressuscitação") será liderado por Sam Parnia, especialista em estudos sobre a consciência humana durante a morte clínica. Após 18 meses de um estudo-piloto no Reino Unido, a iniciativa está sendo ampliada para outros países.

"Ao contrário do que se acredita popularmente, a morte não é um momento específico. É um processo que começa quando o coração pára de bater, os pulmões não funcionam mais e o cérebro deixa de registrar atividade. É o que chamamos de parada cardíaca, a qual, do ponto de vista biológico, é idêntica à morte clínica", disse Parnia em comunicado oficial. "Durante uma parada cardíaca, todos esses critérios estão presentes. Segue-se então um período, que pode durar de alguns segundos a uma hora ou mais, no qual esforços médicos de emergência podem fazer o coração voltar a funcionar e reverter o processo. O que as pessoas experimentam durante esse período nos dá uma janela única para entender o que acontece conosco durante o processo de morrer."

Fique longe da luz

É nessas condições que entre 10% e 20% dos pacientes relatam passar por fenômenos como o aparecimento de um túnel de luz, o surgimento de um 'filme' de toda a sua vida diante de seus olhos ou a capacidade de ver e ouvir tudo o que acontece no quarto de hospital, às vezes "de cima" do próprio corpo, como se o paciente estivesse flutuando.

O objetivo dos médicos é usar tecnologias sofisticadas para estudar diretamente o cérebro e o estado de consciência dos que sofrem uma parada cardíaca, para tentar confirmar essas afirmações. A idéia é, ao mesmo tempo, usar esses conhecimentos para melhorar as condições gerais de saúde mental e física desses pacientes.

Alguns dos achados mais recentes da neurociência apontam como possível explicação para as experiências de quase-morte uma pane na região do cérebro responsável pelo senso de identidade e autopercepção do corpo. Se a hipótese estiver correta, a pessoa à beira de morrer perderia a capacidade de separar seu próprio organismo do ambiente externo, levando à impressão de se ver "de cima".

Fonte: G1

« Jesus Cristo viveu como alienígena », diz ufólogo em congresso

Alfredo Nahas diz que Bíblia mostra que Jesus "não era daqui".

Como se a interpretação da Bíblia não gerasse muita discórdia entre céticos e cristãos, um ufólogo surpreendeu crentes e ateus no domingo (7), durante a palestra "Jesus, o Extraterrestre Incompreendido", no 12º encontro "Diálogo com o Universo", promovido na região de Botucatu, a 238 km de São Paulo.

O economista aposentado e ufólogo, Alfredo Nahas, de 63 anos, disse que Jesus Cristo realmente existiu, mas viveu na forma de um alienígena, concebido em outro planeta. "Jesus viveu como alienígena. Na Bíblia, ele dizia que não era daqui", argumenta o ufólogo Alfredo Nahas.

O economista aposentado vê passagens bíblicas como previsões da globalização e do contato com seres extraterrestres. Nahas acredita em vida fora da Terra e diz já ter visto uma nave espacial no Rio de Janeiro.

O ufólogo usa tais previsões em formas de parábolas bíblicas como verdadeiras. Segundo a interpretação de Nahas, um discurso bíblico em que Jesus Cristo diz ter vindo de outro lugar é o bastante para Nahas chamá-lo de ET. "Só acreditem se acharem que faz sentido", advertiu a platéia como cautela de críticas.

O ufólogo não era o único a considerar Jesus Cristo um ET no evento.

Uma participante o interpelou ao final da conferência para cerca de 200 pessoas: "É tudo o que sempre pensei", disse a admiradora.

Fonte: A Hora

Jardim do Éden é candidato a patrimônio da humanidade

A região do Crescente Fértil, no Iraque, apontado por especialistas como sendo o Jardim do Éden, segundo a descrição das Sagradas Escrituras, pode ser declarada Patrimônio Mundial da Humanidade.

A candidatura do Crescente Fértil conta com o apoio da Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (UNESCO), do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (Pnuma), e do governo da Itália.

A região também é conhecida como os Pântanos da Mesopotâmia. Ela era uma das mais ricas em espécies da fauna e flora, mas entrou em decadência a partir dos anos 90 do século passado.

Os Pântanos da Mesopotâmia, informa o sítio da ONU, vem sendo reabilitada com a ajuda do Fundo ONU-Iraque e dos governos do Japão e da Itália.


Fonte: ALC