terça-feira, 18 de novembro de 2008

Kaká cogita idéia de ser pastor depois que parar de jogar


Melhor jogador de futebol do mundo em 2007, o meia Kaká não descarta a idéia de entrar na política depois que deixar os campos. A informação foi dada pelo premiê italiano e dono do Milan, Silvio Berluconi, em encontro com o presidente brasileiro Luiz Inácio Lula da Silva. Em entrevista concedida ao jornal Corriere dello Sport, o jogador confirmou a possibilidade:

— Veremos. Agora penso em futebol, depois começarei a aprender algumas coisas de política e um dia talvez tenha vontade de entrar nesse ambiente — disse.

Recentemente, Kaká declarou também que pretende ser um pastor evangélico depois de pendurar as chuteiras. Afirmou que “é um caminho difícil, porque é necessário estudar teologia e se aprofundar no estudo da Bíblia”, e negou que sua conversão à fé evangélica tenha acontecido quando quase se afogou em uma piscina, aos 18 anos.

Fonte: ClicRBS