sexta-feira, 19 de dezembro de 2008

MÉXICO: Intolerância religiosa de católicos fecha cemitério para evangélicos

Indígenas da comunidade de San Nicolás, no município de Ixmiquilpan, foram impedidos, por moradores católicos, de sepultar o corpo de Otilia Coroa Chávez, falecida na madruga do último sábado, no cemitério da localidade. Ela professava a fé evangélica e foi enterrada na segunda-feira, 15, em terreno ao lado de sua casa.

O advogado do grupo de evangélicos, Guillermo Cano, acusou as autoridades de não ter capacidade de diálogo, e de permitir que um grupo de católicos mantenha o poder, pois nada puderam fazer para permitir que o corpo de Otilia fosse sepultado no cemitério local.

Após várias horas de diálogo, autoridades do governo estatal decidiram levantar-se da mesa de negociações e permitir aos evangélicos que enterrassem Otilia em terreno ao lado da sua moradia.

"O governo estatal não teve capacidade para desvencilhar o assunto da intolerância religiosa, foto registrado há quase duas décadas na comunidade de San Nicolás", denunciaram os evangélicos, segundo a agência de notícias mexicana Notimex.

Em San Nicolás existe conflito religioso há anos, ressurgido no último dia 24 de novembro com a proibição de usar o cemitério depois que os evangélicos construíram um templo que não agradou à comunidade católica.

Fonte: ALC