quinta-feira, 22 de janeiro de 2009

Renascer nega influência na decisão de Kaká de recusar oferta

"Não tivemos nenhuma razão para intervir, nem teríamos podido", afirma a porta-voz da igreja Marli Gonçalves.

MILÃO - A Igreja Renascer em Cristo negou nesta terça-feira ter influenciado a decisão do meia brasileiro evangélico Kaká, do Milan (ITA) de recusar a oferta feita pelo Manchester City (ING).

“Foi uma decisão pessoal de Kaká, na qual não tivemos nenhuma razão para intervir, nem teríamos podido. Kaká é um exemplo mundial, é um atleta maduro, tem uma formação moral impecável”, declarou a porta-voz da igreja de Kaká, Marli Gonçalves.

A porta-voz reforçou que Kaká “sabe que pode sempre contar com o apoio da Renascer e, iluminado como é, saberá sempre qual é o seu melhor destino e ele mesmo o construirá, sem interferências”.

Apesar disso, a fé do meia pode ter pesado em sua decisão. O jornal inglês ‘Times’ informou nesta terça-feira que Kaká “orou para entender o que fazer” em relação à proposta do clube inglês.

“Nestes dias orei muito para entender o que deveria fazer, e de Deus me veio uma indicação”, informou a publicação britânica, que lembrou o apelo da comunidade evangélica da Itália para que o brasileiro não aceitasse “uma oferta de um muçulmano”, referindo-se ao xeque Mansour bin Zayed al Nahyan, dono City.

O site protestante evancelici.net também havia se manifestado contra a transferência de Kaká, reforçando que “se fosse para o Manchester City, o futuro pastor evangélico Kaká se envolveria com dinheiro de um muçulmano”. O site não tem relação com a Igreja Renascer.

Fonte: Estadão

Projeto Minha Esperança celebra a salvação de milhares de convertidos a Cristo

“Um projeto desta magnitude não poderia ser concluído sem que tivéssemos uma celebração! Podemos afirmar que este é o maior projeto evangelístico da igreja brasileira”. Foi com estas palavras que o Coordenador Nacional do Minha Esperança Brasil, Pr. Geremias do Couto, deu início a Festa de Celebração, realizada pela Associação Evangelística Billy Graham, na última 6ª feira, dia 16/1, na cidade de São Paulo.

E houve muito que celebrar! As estatísticas apontam, até hoje, para um número de 245.785 pessoas que tomaram a decisão por Jesus Cristo, sendo: 184.771 pessoas que aceitaram Jesus como Salvador de suas vidas e 61.014 pessoas que estavam afastadas dos caminhos do Senhor e retornaram à Casa do Pai. “Estes números, que parecem tão frios, representam, em cada dígito, uma pessoa eterna! Uma pessoa salva para Jesus!”, afirma William Conard, Vice-Presidente de Ministérios Internacionais da AEBG. “Agradecemos a Deus pela obra que Ele realizou no Brasil.”, finaliza o vice-presidente. Estes números foram contabilizados a partir dos relatórios que chegaram ao Escritório Nacional de mais de 30 mil igrejas.

“O Projeto Minha Esperança Brasil beneficiou tanto a igreja quanto a nação brasileira. Dentre esses benefícios, podemos citar da união de milhares de igrejas de diversas denominações, o despertar dos lares cristão para o evangelismo pessoal e eficiente”, afirma o Pr. Marcelo de Souza, coordenador denominacional pelo projeto e que participou da equipe de louvor e adoração, juntamente com o músico Cezar Ebert. “Com tudo isso, podemos nos juntar ao salmista e também dizer: “Anunciai entre as nações a sua glória; entre todos os povos as suas maravilhas. Porque grande é o Senhor e digno de louvor.” (salmo 96:3-4)

Após orações e louvores de gratidão a Deus, diversos coordenadores deram testemunhos (vide anexo) e relataram conversões, reconciliações e a transformação e avivamento que ocorreram em muitas igrejas. Tudo isto, sem contar com as muitas igrejas que foram fundadas após a realização do Projeto Minha Esperança Brasil.

“Para nós, foi uma honra poder trabalhar neste projeto e poder declarar que, em toda a história do Brasil, nunca houve um fato antropológico desta natureza na área de evangelização”, conta o Pr. Divino, que coordenou as igrejas independentes no Estado de Minas Gerais. “Este fato mexeu com a estrutura da igreja, dela caminhar no mesmo sentido e propósito. Isto mostra a força da igreja e o poder da mobilização”, finaliza o pastor.

Na ocasião, também foi exibido um vídeo, gravado nos povoados ribeirinhos da região amazônica e produzido pela equipe de comunicação da AEBG dos Estados Unidos, que mostrou o que aconteceu na vida de algumas pessoas após assistirem aos programas e aceitarem Cristo em suas vidas.

Participaram do evento o Hans Mannegren, Diretor Mundial do Projeto Minha Esperança, William Conard, Vice-Presidente de Ministérios Internacionais da AEBG; Greg Matthews, diretor para a América Latina a AEBG; Arturo Hotton, representante nacional da AEBG; Joe Mott, Coordenador de Mídia, além de todos os coordenadores denominacionais e regionais que treinaram e capacitaram pastores e líderes cristãos de mais de 50 mil igrejas espalhadas pelo Brasil.

O evento contou, também, com a participação de Fausto Rocha, jornalista e dublê da voz de Billy Graham.

O trabalho ainda não acabou. Até o final de fevereiro, haverá uma equipe no Escritório Nacional que fará a contagem dos relatórios das igrejas que ainda não reportaram suas colheitas.

Fonte: Minha Esperança