quarta-feira, 11 de março de 2009

Régis Danese é o cantor de “Faz um milagre em mim”

Desde que “Faz um milagre em mim” ganhou as rádios pop, Régis Danese viu sua vida mudar. Afinal de contas, não é todo dia que uma canção evangélica cai nas graças do grande público.

— Tenho ido a programas de TV e dado bastante entrevistas. Mas esse não é um mérito meu. É a glória de Deus — afirma Régis, de 35 anos.

Antes de se converter, o cantor era backing vocal do Só Pra Contrariar, antigo grupo de Alexandre Pires. É dele a composição “Te amar sem medo”, que estourou na voz do mineirinho. A conversão aconteceu há dez anos, dentro de um quarto de hotel durante uma turnê com o SPC.

— Estava procurando um advogado para me separar. Era muito ciumento e proibia minha mulher de sair de casa quando eu estava fazendo shows. Um amigo evangélico da equipe do SPC conversou comigo e resolvi visitar a igreja dele. Aí minha vida mudou — conta o artista.
“Faz um milagre em mim” é de autoria da mulher dele, Kelly Danese, em parceria com Joselito, compositor de Uberlândia.

— Deus restaurou meu casamento e mudou minha trajetória profissional — diz o cantor, que comemora o nascimento de Brenda no último dia 6 (ele também é pai de Bruno, de 10 anos).
Régis já cantou o hit que o alçou ao sucesso com o Pique Novo em ritmo de samba na Via Show — a versão toca nas rádios — e sua música ganhou uma versão mixada, para pistas de dança.

— Acho maravilhoso que a música rompa fronteiras. Recentemente, cantei com Xanddy num show dele em Salvador e todo mundo acompanhou — lembra o cantor, que recebeu o disco de diamante (500 mil cópias) pelo CD “Compromisso”, que traz “Faz um milagre em mim”.

Fonte: Extra

Bíblia, O livro mais traduzido do mundo

Disponível por inteiro em mais de 451 línguas, e em parte noutras 2 479, o livro sagrado dos cristãos bate todos os recordes em termos de traduções.

Só no ano de 2008 foram acrescentadas 13 novas línguas em que a Bíblia se encontra disponível por completo, e 25 ao número de traduções parciais.

Isto significa que, hoje, cerca de 95% da população mundial tem a possibilidade de ler as sagradas escrituras numa língua que domina.

Os dados são da União das Sociedades Bíblicas, que adianta que as mais recentes traduções incluem o sar, falado no Chade; o dioula, de Burkina Fasso; o lari, do Congo, e o kono, da Serra Leoa.

Fonte: Rádio Renascença