quarta-feira, 8 de abril de 2009

Durante a Missa de Ramos, padre argentino avisa fiéis que vai se casar

Um padre argentino de 39 anos avisou seus fiéis que vai deixar a batina para se casar. O anúncio foi feita em plena Missa de Ramos, no domingo (5), em Saturnino Maria Laspiur.

O domingo de Ramos, o primeiro dia da Semana Santa, comemora no cristianismo a entrada de Jesus Cristo em Jerusalém, onde foi recebido por uma multidão entusiasmada que agitava ramos de oliveira, a poucos dias da Páscoa judaica.

No final do trabalho, Victor Hugo Casas, disse para a comunidade presente na igreja de Saturnino Maria Laspiur: “Há questões do coração que não se pode parar. Quando começa a se apaixonar e começa a projetar planos de se ter uma família e filhos, é muito forte e acredito que isto que Deus quer, porque ama a vida”, afirmou.

Querido pela população local, as pessoas do lugarejo de 2,5 mil habitantes se emocionaram. Além de Saturnino, ele também trabalhava nas paróquias de Colonia Prosperidad e Las Varas, todos no departamento de San Justo, a quase 200 quilômetros de Córdoba.

Após falar na igreja, Casas foi para Arroyito, onde comunicou os pais da decisão. Depois é que ele decidiu avisar seus superiores.

”Há pessoas que podem viver no celibato, mas também acredito que a Igreja tem que crescer para que os sacerdotes possam optar. A Igreja precisa de uma abertura”, afirmou Casas para a rede de TV Cadena 3.

Casas evitou dar o nome da mulher, mas disse que ela tem 26 anos e que pretende se casar com ela.

Fonte: G1

Tradição católica será quebrada no clube do Vasco


A pedido da comissão técnica, a diretoria cruzmaltina vai quebrar uma tradição que há muito tempo faz parte do clube. De origem católica, o Vasco sempre evitou treinar nas Sextas-Feiras Santas, mesmo quando estava às vésperas de jogos importantes ou decisões. A sede de São Januário, entretanto, vai manter a tradição de não funcionar em feriados católicos, por isso a atividade comandada por Dorival Júnior será realizada no Vasco-Barra.

Essa não é a primeira vez que a diretoria de Robert Dinamite, eleita no meio do ano passado, muda alguma das tradições católicas do clube. Durante o Campeonato Brasileiro de 2008, pastores evangélicos realizaram um culto no estacionamento de São Januário.

Fonte: Jornal do Esporte

Deputado questiona lei favorável aos homossexuais

Pedro Ribeiro (PMDB), que coordena a bancada evangélica na Câmara, avisa: não dorme enquanto não vir derrubado projeto de lei de nº 122, que estipula pena de dois a cinco anos de prisão para atos preconceituosos contra homossexuais. “Não é nada pessoal, mas essa pena é absurda”, diz Ribeiro.

Entre vários aspectos do projeto, que já passou na Câmara e começa a tramitar no Senado, Ribeiro cita certos exageros: “Se um homossexual for atrás de um emprego e ele perceber que esse direito lhe foi negado, pode ir ao Ministério Público denunciar que houve preconceito. Isso pode virar um problema para o empresário, que terá que provar o contrário. Esse processo pode dar uma pena de dois a cinco anos de reclusão para o empresário”.

O parlamentar adianta que uma outra frente de luta que a bancada evangélica abriu no Congresso é contra a legalização do aborto. “Nesse esforço, estamos com a Igreja Católica”, avisou Ribeiro.

Fonte: O Povo