terça-feira, 21 de abril de 2009

Kaká sofre insultos na Itália

Seedorf, Meia do Milan diz que já ouviu gritos como 'Matem Kaká' nos estádios

O meia holandês Clarence Seedorf, do Milan, disse já ter escutado torcidas cantando músicas com ameaças de morte ao brasileiro Kaká, o que considera mais grave que os insultos racistas ao atacante Mario Balotelli, do Inter de Milão.

- Certamente podemos esperar medidas drásticas e muito duras de parte da Liga italiana, mas não diretamente ligadas ao racismo. Já ouvi coisas do tipo 'Matem Kaká', e coisas muito fortes contra Materazzi e Gattuso. Balotelli é o último caso - afirmou Seedorf em entrevista divulgada nesta terça-feira pelo jornal "La Repubblica".

- Antes de mais nada, acho que são episódios que não têm ligação estreita com o racismo. Para mim, 'Matem Kaká' é inclusive mais grave - completou.

As declarações do holandês chegam em meio à polêmica pelos insultos racistas ao atacante Balotelli, italiano de ascendência ganesa, por parte da torcida do Juventus, durante a partida entre as duas equipes do último sábado, pelo Italiano.
O time de Turim foi condenado a disputar um jogo com portões fechados por não ter feito nada para que a ação parasse.

- Conheço Balotelli e falo com ele de vez em quando. Acho que deve melhorar seu comportamento. Muitas vezes a ignorância do público está em buscar um ponto fraco, seja como for - afirma Seedorf.

O holandês acredita também que os comportamentos dos jogadores podem também "provocar reações sem justificativa" no público que assiste aos jogos.

Fonte: Globo Esporte